Plano de Rigging: quando é necessário e quem pode fazer?

O plano de rigging é obrigatório em atividades que envolvam o içamento de cargas, devido ao seu alto grau de risco de acidentes.

O içamento de cargas é uma atividade que envolve um alto grau de risco de acidentes, com potencial fatal no caso de vítimas.

As atividades que envolvem o içamento, transporte ou movimentação de carga devem ser sempre realizadas por profissionais capacitados e com o acompanhamento da equipe de segurança do trabalho.

como fazer um Plano de Rigging

A NR 12, no Anexo XII define a obrigatoriedade da elaboração e implementação do Plano de Rigging, feita através do estudo da carga, dos equipamentos disponíveis, condições de solo e ação do vento, e quais as melhores formas de realização da atividade com segurança.

Descubra a seguir o que é o plano de rigging, quando é necessário implementá-lo e quem pode fazê-lo.

O que é o Plano de Rigging?

O Plano de Rigging consiste na criação de um documento de planejamento de movimentação, transporte e içamento de cargas utilizando um guindaste fixo ou móvel, no qual deverão ser analisados as condições de risco do local.

O plano deve ser elaborado visando a otimização dos recursos aplicados durante a operação, com o objetivo de evitar perdas de tempo ou acidentes do trabalho.

Para que serve o Plano de Rigging

O plano de rigging serve para verificar as condições presentes para a realização de atividades que envolvem o transporte, movimentação e içamento de cargas, criando um planejamento de atividade que previna a ocorrência de acidentes do trabalho.

Nele, devem ser analisados dados como quais são as máquinas e ferramentas disponíveis, as condições do tempo (chuva, vento), características do solo, tamanho, volume e peso da carga e etc.

Através do Plano Rigging, todos os principais fatores de risco de acidentes devem ser controlados antes do início da atividade.

A partir das informações presentes no Plano de Rigging é possível determinar o raio de isolamento do local durante as atividades de içamento, para evitar possíveis vítimas em caso de queda de materiais ou carga.

Quando é necessário o Plano de Rigging?

Apesar de obrigatório, segundo a NR 12, não consta na norma uma definição sobre as condições de implementação do Plano de Rigger para a realização das atividades.

Desta forma, o ideal é sempre considerar a elaboração do Plano de Rigger em todas as atividades que possam envolver o içamento de cargas.

Para esta avaliação, devem sempre ser analisado informações como quais são os potenciais riscos para a realização da atividade.

engenheiro com Plano de Rigging

Sempre que for elaborar o Plano de Rigger, é importante levar em consideração os riscos presentes na área de atividade, tais como:

  • As condições do solo e se o mesmo é forte o suficiente para sustentar a atividade;
  • Se há linhas de energia elétrica ou demais estruturas que possam afetar a realização da atividade;
  • Se é possível manter um raio de distância seguro do local da realização da atividade;
  • Se há a possibilidade de causar danos ambientais em caso de acidente.
  • Se há circulação de pessoas no raio da atividade;
  • Se há pessoas sendo içadas em uma cesta durante a atividade;
  • Qual é o raio de isolamento que deve ser implementado no local;
  • Se haverá risco químico ou ambiental no caso de acidente de queda da carga;
  • Se há ventania, chuva, neblina ou condições que possam gerar riscos para a realização da atividade;
  • Horário do içamento (diurno ou noturno);
  • Se o içamento será feito de um tipo diferente de superfície (no caso de um içamento do mar para terra ou vice-versa);
  • Qual é a capacidade de carga total dos equipamentos;
  • A presença da carga dinâmica;
  • A certificação de todos os equipamentos utilizados na atividade;
  • Cronograma a ser seguido em caso de acidente;

Quem pode fazer um Plano de Rigging?

De acordo com o item 12.16.3 da NR 12, o Rigger (profissional de movimentação de carga) é o responsável pela elaboração e planejamento do Plano de Rigger.

Porém, quem pode realizar a elaboração do Plano Rigger são os engenheiros e técnicos que possuam CREA ativo, sendo necessário que este profissional emita uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica), de acordo com a Lei n° 6.496/1977.

Existe um peso mínimo de carga para elaboração de um plano de Rigging?

Não há parâmetros técnicos mínimos estabelecidos para definir a necessidade da elaboração de um Plano de Rigging, portanto, há empresas que definem seus próprios valores mínimos.

Nesses casos, a empresa considerará condições como altura da elevação, local da operação, tamanho da carga e etc.

É importante ressaltar que, todas as atividades de movimentação, transporte e içamento de cargas possuem alto grau de risco de acidentes, com potencial fatal.

Portanto, é preciso sempre considerar a elaboração do Plano de Rigging em todas essas atividades, com o intuito de promover atividades seguras e prevenir acidentes de trabalho.

Deixe um comentário