Tetraedro do fogo: o que é, para que serve e quais elementos fazem parte

O triângulo do fogo (como era chamado antigamente) ou tetraedro de fogo nada mais é que a representação de três elementos necessários para criar o fogo, porém há algum tempo aumentou um elemento e hoje em dia o tetraedro de fogo é composto por quatro elementos.

Esses elementos necessários para a combustão são: combustível, comburente, calor e reação em cadeia.

Se você não sabe o significado dessa frase ou nunca ouviu falar sobre o assunto, neste post iremos mostrar as principais características de cada elemento do tetraedro de fogo e tudo o mais que você precisa saber sobre esse assunto.

O que é tetraedro do fogo?

o que é tetraedro de fogo

O tetraedro do fogo é um conjunto formado por quatro elementos imprescindíveis para a criação do fogo, sendo eles o calor, o combustível, o comburente e a reação em cadeia.

Em resumo, podemos dizer que as principais características de cada um desses elementos são:

  • Combustível: qualquer elemento que que em contato com fogo sofre combustão.
  • Comburente: elemento que leva o combustível à combustão como é o caso do oxigênio.
  • Calor: elemento necessário para o aparecimento do fogo.
  • Reação em cadeia: faz parte do tetraedro do fogo porque o fogo precisa se manter e para isso é preciso que o combustível continue queimando.

Como se dá a formação do fogo?

O fogo é criado a partir de um processo químico capaz de gerar luz e calor. Esse processo químico decorre da associação desses quatro elementos que compõem o tetraedro de fogo.

Na maioria das vezes, um composto orgânico, denominado combustível entra em contato com uma substância comburente, atinge determinada temperatura e entra em combustão (fogo).

A energia utilizada para inflamar o combustível pode ser proveniente de uma faísca ou de uma chama. Depois que o fogo é acesso, ele deve ser mantido pela associação entre combustível e comburente, ou seja, a falta de um dos elementos cessa a alimentação do fogo e ele se apaga.

Quando falta um dos elementos existentes no tetraedro de fogo, o mesmo se apaga ou caso não tenha sido acesso, não é possível acendê-lo, pois precisa dos quatro elementos ativos para conseguir dar início ao fogo.

Atualmente, com os novos estudos envolvendo o fogo, foi acrescentado um novo componente essencial para a criação do fogo, a chamada reação em cadeia.

Após incluir esse novo elemento essencial, os elementos necessários para a criação do fogo ganharam um novo nome, passando de triângulo do fogo para tetraedro do fogo.

Quais os elementos essenciais que formam o tetraedro do fogo?

Como dito anteriormente, para criar o fogo são necessários quatro elementos hoje em dia: o calor, o combustível, o comburente e a reação em cadeia.

Nesse tópico iremos citar os quatro elementos necessários para a criação do fogo, assim como os detalhes e características de cada um desses elementos.

Combustível

É o elemento capaz de alimentar o fogo e servir de campo para sua propagação, ou seja, é todo elemento capaz de queimar.

Existem atualmente três tipos de combustíveis, sendo eles sólidos, líquidos ou gasosos.

Os combustíveis sólidos são: madeira, papel, tecido, algodão, carvão, pólvora, alguns metais e outros.

fogo

Combustíveis líquidos: são popularmente conhecidos como líquidos inflamáveis e são mais perigosos, pois a extinção do fogo causado por líquidos inflamáveis é mais difícil.

Para saber a capacidade de combustão de um liquido deve-se observar dois fatores: a volatidade e a solubilidade.

Vale lembrar que quanto mais volátil maior a chance de pegar fogo, ou seja, os líquidos voláteis desprendem gases mesmo em temperatura ambiente.

Exemplos de líquidos voláteis: álcool, éter e outros.

Os líquidos não voláteis, só desprendem gases quando expostos a altas temperaturas. Exemplos de líquidos não voláteis são: óleo, graxa e outros.

Combustíveis gasosos: existem dois tipos de gás, os mais pesados que o ar e os mais leves que o ar.

Os gases mais pesados, ficam próximos ao solo e são levados de acordo com as correntes de ar (caso do gás de cozinha por exemplo) e os gases mais leves, sobem e se dissipam no ar.

Exemplos de gases são: butano, propano, etano e outros.

Calor:

É uma forma de energia que dá o início ao fogo e tem a capacidade de fazê-lo se propagar, ou seja, esse é o elemento que fornece a reação necessário entre combustível e comburente.

O calor pode vir de vários locais como: faíscas, chamas de fogão, isqueiros, fósforos, raio, superaquecimento de algum equipamento e outros.

materiais comburentes

– Comburente: é o ativador de fogo, ou seja, elemento que dá a vida às chamas. O comburente mais conhecido atualmente é o oxigênio.

No ar que respiramos existe aproximadamente 21% de oxigênio. Estudos apontam que para manter a combustão (chamas) ativa é necessário apenas 16% de oxigênio, logo esse é um dos principais comburentes conhecidos hoje em dia.

Vale lembrar que valores inferiores a esse não são capazes de iniciar e nem manter a combustão ativa.

Outros gases capazes de iniciar uma combustão são: hidrogênio no meio do cloro, metais leves como lítio, sódio, potássio e outros queimam no meio do vapor de água e cobre queima no meio de vapor de enxofre.

Existem ainda outros gases, porém são bem menos conhecidos que os citados acima.

Reação em cadeia

Muitos ainda não consideram esse como um elemento, pois na verdade ele nada mais é que a associação entre os três elementos anteriores, ou seja, sem a reação em cadeia não existe fogo.

Métodos existentes de extinção do fogo

Existem vários métodos de extinção do fogo e neste post iremos destacar os mais comuns.

  • Abafamento: método de extinção do fogo onde retira-se gradativamente o comburente (oxigênio).
  • Isolamento: processo de extinção do fogo onde se retira o material (combustível) que está queimando. Pode retirar o material do fogo ou retirá-lo de perto do fogo.
  • Resfriamento: esse processo de extinção do fogo consiste basicamente em abaixar a temperatura afim de reduzir calor. Esse método de extinção do fogo pode ser conseguido através da água.
  • Extinção química: produto químico que ao entrar em contato com o combustível o torno não inflamável, sendo assim é capaz de combater a reação em cadeia.

Deixe um comentário